"Para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente entendam, que a mão do SENHOR fez isso, e o Santo de Israel o criou".

Isaías 41.20

quarta-feira, 30 de março de 2011


DÁ-ME DE BEBER

          A leitura do evangelho de João 4,7 nos fornece um lampejo do poder da misericórdia e do amor de Deus. Quando Jesus encontra a mulher samaritana, no poço, ela lhe revela seu passado: tinha cinco maridos, e agora vivia com um outro homem fora do casamento. Mas Ele não trouxe isso à baila para condená-la, ou fazê-la sentir-se culpada. Ao contrário. ele usou esse conhecimento íntimo sobre sua vida privada para Lhe mostrar quem era.
           Jesus queria provar a esta mulher que Ele não era apenas mais um Judeu (Jo 4,9), nem um grande homem como Jacó (Jo 4,12), nem mesmo um profeta (Jo 4,19). Ele era o Messias e o Salvador do mundo (Jo 4,29,42) . Desejava Lhe mostrar que nada do que ela tinha feito poderia evitar que Ele Lhe oferecesse sua água viva.
             Que imagem linda do Sacramento da Reconciliação! Esta mulher veio a Jesus sem saber sequer o quanto estava ansiosa, sedenta e solitária. Ela sabia que seus pecados haviam sido perdoados e sua culpa removida. Ela tinha provado da água viva de sua misericórdia e sua vida se transformou! E ainda mais, ela não manteve essa boa nova só para ela. Voltou ao povoado e convidou seus vizinhos para que também fossem conhecer Jesus. É disso que a Confissão trata. É sobre a vinda de Jesus e deixá-Lo nos libertar. É sobre deixar Jesus nos provar gentilmente, levando nossos pecados para a luz de forma que, assim, eles possam ser purificados. É sobre experimentar a misericórdia que vai além de nossas expectativas, de ser transformados por ela, de tal forma que desejamos partilhar essa experiência com todos ao nosso redor.
               Irmãos e irmãs, todos nos precisamos da graça da Reconciliação. Todos nós precisamos encontrar Jesus e sua misericórdia ilimitada. Portanto, não importa quão sério seja o seu pecado, saiba que Jesus está esperando por você no poço, pronto para lhe dar sua água viva. Não existe, na verdade, nenhuma ofensa imperdoável!

"Jesus, preciso de vossa água viva.
Vinde e preenchei-me com vossa misericórdia!"

(Meditações, pág. 67 - A Palavra entre nós, ed. 115/2011- Comunidade Emanuel)



uma Declaração de amor da
Turminha do Rancho das Pererecas
ao Rei Jesus!

terça-feira, 29 de março de 2011


SAIBA PLANTAR
PARA COLHER OS MELHORES FRUTOS

          Envelhecemos a cada dia, por isso, temos de nos perguntar como levamos os nossos dias, ou seja, o que estamos plantando hoje para colher amanhã. Porque se estivermos plantando amor, colheremos amor. Mas, se estivermos semeando ortiga e carrapicho, lá na frente, é isso que receberemos de volta.
           Então, pare e reflita: Como você tem lidado com sua espiritualidade? O que tem feito para se tornar uma pessoa melhor?
          Para sabermos a quantas anda nosso amadurecimento espiritual, minha sugestão é que, ao final de cada ano, façamos um balanço procurando identificar se nos tornamos mais sábios ou mais amargos. E atenção: não confunda rabugice de gente idosa com amargura: a primeirea refere-se a intransigências típicas de quem já passou por muita coisa na vida e chega a ser engraçada, enquanto a segunda é muito perigosa, podendo evoluir para um quadro drástico de depressão.
          Dizem que a idade pode "amansar" o gênio das pessoas, mas há algumas com as quais ocorre o inverso. Por isso, é importante saber lidar com as "manias" dos idosos sem perder a paciência, lembrando que todos nós as    temos, em maior ou menor grau, mas à medida que ficamos mais dependentes, as manias tornam-se mais aparentes.
          Uma das formas de aumentar a paciência é, sem dúvida, por meio da fé e do exercício da oração, o que também constitui o caminho para aprender a lidar com o nosso próprio envelhecimento. 
                     (20 Passos para a Paz Interior, Padre Reginaldo Manzotti, Rio de Janeiro, Agir, 2010)   
              


SEMPRE!  NUNCA DUVIDE!
por maior que sejam as tempestades em nossas vidas,
Deus está sempre presente, e estende as Suas mãos,
nos acolhe em Seus braços, enxuga nossas lágrimas,
seca as nossas roupas, alimenta a nossa alma,
e nos concede o direito de recomeçarmos,
onde quer que tenhamos parado
poderemos sempre recomeçar...
RECOMEÇAR, esse é um dos maiores
MILAGRES DE DEUS!
somos Seus filhos, e um Pai,
 nunca permite que um filho fique só...
animemo-nos irmãos!
somos filhos do REI!
Deus abençoe a todos nós!

segunda-feira, 28 de março de 2011


A TEMPESTADE VAI PASSAR

          Esse é exatamente o título da música que compus, correspondente a uma das faixas do CD de mesmo nome gravado por mim, após fazer uma pregração na qual o Evangelho sugerido tratava da experiência vivenciada por Pedro e outros: ao avistarem o SENHOR caminhando sobre as águas em direção à barca onde estavam, pensaram tratar-se de um fantasma. Assustados, gritaram, mas o SENHOR transquilizou-os dizendo: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo." Pedro ficou tão encantado que pediu permissão ao SENHOR para ir ao Seu encontro, igualmente caminhando sobre as águas. Jesus consentiu: "Vem!". O texto conta que Pedro fraquejou diante da forte correnteza provocada pela mudança de direção do vento e implorou: SENHOR, salva-me!" Jesus estendeu a mão e o salvou, porém, fez uma observação sobre o medo que Pedro sentiu: "Homem de pouca fé, porque duvidaste?"
             Ao interpretar esse texto, sabemos que Pedro é a personificação da Igreja, que na travesssia dos tempos, sofre, sendo perseguida e açoitada pelos ventos contrários. Pedro também representa a figura de todo cristão que tem de vencer seus medos e atravessar a vida mesmo nas tribulações. Foi o próprio Jesus quem disse: "No mundo tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo" (Jo 16,33b).
              Não deixemos que o medo nos domine, tire nossa paz interior, nosso sossego e nossa alegria de viver.
(texto extraído do Livro 20 Passos para  a Paz Interior: com Deus, consigo e com o próximo, Padre Reginaldo Manzotti, Rio de Janeiro, Agir, 2010)  




domingo, 27 de março de 2011


Se vcocê reconhece que precisa de Deus...
Se você reconhece que a sua vida sem Ele, nada vale...
Se você O ama, mais que a sua própria vida...
Se você O chama de Pai...
Se você tem sêde de Deus...
Se você reconhece que Ele é o Teu único SENHOR...
Então, Aleluia!!!!
Jesus Cristo é o SENHOR!
de sua vida, da minha vida, da nossa vida!
Deus Te abençoe!


              Não vos preocupeis por vossa vida!


      Já notou como a ansiedade pode ser uma armadilha? Antecipando alguns vagos temores ficamos apreensivos, tensos e incomodados. Podemos nos preocupar sobre o pecado, sobre fazer algo de errado, ou até sobre fazer algo imperfeito. Sempre que nos sentirmos dessa maneira, Jesus nos diz duas coisas: “Sede perfeito, assim como vosso Pai é perfeito e Não vós preocupeis” (Mt 5,48; 6,25).
      Na verdade, esses dois mandamentos caminham juntos. Pois não podemos ser perfeitos por nós mesmos e não temos alternativa senão nos entregarmos a Jesus, deixando-O que nos aperfeiçoe. Esses atos de entrega libertam-nos da preocupação. Deus nos mantém nas palmas de Suas mãos e realizará qualquer coisa para o nosso bem, desde que tentemos ao máximo amá-Lo e honrá-Lo. Tudo o que temos a fazer é viver no presente, tentando permanecer perto de nosso Pai.

      Muitos de nós sentimos um grande peso em cuidar de nossos entes amados. Reclamamos contra a triste verdade que não possuímos tudo o que é necessário para o trabalho. Não podemos protegê-los de todos os pecados. Não podemos prevenir todas as doenças e ferimentos. E, certamente, não podemos fazer cessar a morte. E, assim, começamos a nos preocupar. Como é libertador, portanto, saber que as pessoas aposentadas não dependem apenas de nós! Que alívio saber que Deus está operando em suas vidas – geralmente de forma invisível – para Lhes prover e fornecer o que lhes falta. A ansiedade não tem que nos atacar, sugando toda a nossa esperança, e impedindo-nos de nos alegrar. Somos filhos do Pai, e Ele não deixa ninguém escorregar de Suas mãos.

      Jesus enfrentou muitos desafios, mas nunca deixou que a ansiedade O vencesse. Ele simplesmente colocava tudo nas mãos do Pai. E nós podemos fazer o mesmo. Separe um minuto, agora mesmo, para identificar as situações que mais o aborrece. Então, entregue-as Àquele que é o único que pode cuidar deles perfeitamente. (A Palavra entre nós, ed. nº 115 0 03/2011, Comunidade Emanuel)                             

                                       “SENHOR ensine-me a confiar em Vosso amor.
Que todos os julgamentos se tornem oportunidades
para crescer na fé e na confiança.
Que Vosso amor expulse todos os temores e ansiedades!”

sábado, 26 de março de 2011



Deus abençoe você!


CONSERVE-SE ENTRE VÓS A CARIDADE FRATERNA


Isso já lhe aconteceu? A campainha da porta soa e, quando você responde seu coração cai, pois você abriu a porta para alguém que você não gosta. Não é que você ativamente desgoste dessa pessoa, é mais como se a personalidade de vocês não se ajustem, e o relacionamento exige um bocado de trabalho de sua parte. Seu primeiro instinto é: agir como se estivesse muito ocupado para conversar, mesmo que não esteja. Você sabe que deveria ser mais generoso, mas simplesmente não sente em seu interior que isso seja possível.  

O autor da Carta aos Hebreus fala sobre o amor mútuo – algo que Jesus ordenou na última Ceia quando disse aos discípulos: “Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros” (Jo 13,34). E, então, como fazemos isso, especialmente em situações como a descrita acima? Tentar juntar a quantidade suficiente de boa vontade pode funcionar por algum tempo, mas eventualmente perderemos nossa energia. E sentimos, também, que sendo completamente honestos e dizendo a nosso vir a ser amigo para nos deixar sozinho não só é doloroso, como errado. No final, nós simplesmente não temos o que é necessário para colocar essas palavras em prática.

E é isso exatamente o que Deus deseja que saibamos! O amor que Jesus mandou dar, e que a Carta dos Hebreus nos exorta, é um amor que só pode nos ocorrer como um dom do Espírito Santo. Jesus nos disse que é fácil amar aqueles que nos tratam bem – mesmo os pagãos fazem isso (Mt 5,46-47). Mas é necessário nada menos do que a intervenção divina para encontrar forças para amar aquelas pessoas que são diferentes de nós, que nos trataram mal, ou que simplesmente nos lembram o caminho errado.

O único que nos ama perfeitamente, o único que pode abrir espaço para todos em seu coração, é Jesus. E é apenas se entregando a Ele que nos perceberemos ser capazes de tratar com respeito, honra e amor. Estas palavras o desafiam? Ótimo!

Deixe que esse desafio o leve a buscar o SENHOR mais completamente. Diga a Ele que você precisa de Seu amor. Diga que você deseja se tornar mais semelhante a Ele. Abandone até o menor dos julgamentos e preconceitos que você tenha, para que assim possa olhar para todos da mesma maneira – como filhos amados de Deus, merecedores de grande respeito, honra e amor.                                                      
                                                            “Jesus, reduzi-me a amar!”
(A Palavra entre nós, Ed. Nº 115, pág. 21, Comunidade Emanuel)


sexta-feira, 25 de março de 2011


"Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras.
Servi ao SENHOR com alegria,
 apresentai-vos diante Dele com cântico.
Sabei que o SENHOR é Deus:
foi Ele quem nos fez e Dele somos;
somos o seu povo, rebanho do seu pastoreio.
Entrai por suas portas com ações de graça,
 e nos seus átrios com hinos de louvor;
rendei-Lhe graças e bendizei-Lhe o nome.
Porque o SENHOR é bom,
 a sua misericórdia dura para sempre,
e de geração em geração a sua  fidelidade".


Valorizando o Tesouro



Todos os dias o Espírito Santo nos induz a prosseguir, falando palavras de esperança, conforto, encorajamento e direção a nosso coração. Freqüentemente notamos que o único problema é que estamos muitos ocupados para ouvir, ou nos sentimos muito pressionados pelas demandas da vida, ou estamos simplesmente muito confiantes em nossas capacidades humanas.


Por isso, precisamos aprender a parar ao longo de nosso dia para escutar a voz do Espírito. Se você fizer isso, ouvirá coisas grandiosas e maravilhosas. Podemos imaginar de vez em quando se estamos meramente imaginando a sensação que temos. Podemos imaginar, também, se não somos simplesmente sortudos, ou se uma boa situação não é apenas uma questão de coincidência e não resultado de termos orado. Mas lembre-se como Pedro disse a Jesus: “Sois o Messias,” e Jesus assegurou que essa inspiração não tinha se originado de sua mente, mas de Deus (Mt 16,17). Se Pedro podia receber palavras do céu, por que nós não podemos? Afinal, temos o mesmo poder que Pedro tinha, operando em nós.


Portanto, assumamos um compromisso de buscar Deus em diferentes momentos durante o dia – até sete vezes. Aprendamos como sentir o que surgir dentro de nossa mente quando estivermos diante do SENHOR. Ele deseja que vivamos em sua gloriosa luz, e nos concedeu um tesouro enorme e maravilhoso para nos ajudar a fazer exatamente isso. (A Palavra entre nós, Ed. 115/2011, pág. 11, Comunidade Emmanuel)

quinta-feira, 24 de março de 2011


e nós, a
Turminha do Rancho das Pererecas
também te amamos!
seja feliz com

Deus
"se fosse para escolhermos
entre o Senhor e o sorriso,
escolheríamos o Senhor,
pois sem o Senhor
não poderíamos sorrir"
nós Te amamos e Te louvamos em nossas vidas!
Turminha do Rancho das Pererecas

quarta-feira, 23 de março de 2011

Tu és grande, ó SENHOR do Universo!



Tu és grande, ó SENHOR do Universo,


Tu Te vestes de luz como um manto. Nossa terra sustenta no espaço, e a revestes de graça, de encanto! Tu navegas nas asas do vento, Tua face em mistério se encobre. Sobre as nuvens fixaste morada, mas habitas no humilde, no pobre.

Sobre a terra estendeste o oceano, como vasto e infinito lençol. Tu fixaste no espaço as estrelas, para a terra aquecer deste sol. Tu mandaste que as fontes brotassem das entranhas da terra, a cantar. Homens, aves e todo ser vivo, nelas vêm sua sede acalmar.

Tu plantaste no mundo criança, a beleza das plantas e da flor, que transformam os prados floridos numa festa de graça e de cor.

Todo ser que criaste Te louva, esperando de Ti o sustento. Se lhes abres as mãos, os sacias, e se fartam, num momento. Tu criaste, por fim, o homem livre, como a imagem fiel de tua glória, e entregaste em suas mãos este mundo, para nele viver sua história.

Deste ao homem poder sobre tudo, confiando a nobre missão de zelar pelos bens que criaste, preservando o que cabe ao irmão.



Vem, ó Pai, converter o Teu povo... Ele é santo e também pecador! pra criarmos um mundo mais justo, mais humano e mais rico em amor.



Porque não conseguimos conservar o nosso mundo, espaço tão belo que Deus nos deixou?
Porque será que estamos sempre inventando algo para destruir o que Deus nos deu?
Porque será que não permitimos que a Mãe-Natureza se alegre com o nosso carinho a ela?
Porque será que não nos preocupamos com o mundo que iremos  deixar para os nossos filhos, netos, bisnetos...?
Porque não sorrimos mais diante de uma flor que desabrocha em um jardim?
Porque não sentimos mais respeito por um animal, e o abandonamos na sarjeta?
Porque será que não nos doi mais, o choro de uma criança e o lamento de um velho?
Porque será que não corremos mais ao encontro da chuva, e saboreamos o frescor que desce dos céus?
Porque será que não nos lembramos de olhar para o céu e admiramos o brilho das estrelas?
Porque não conseguimos nos deitar na relva macia e acariciarmos a grama verde?
Porque não nos lembramos mais do cheiro suave que vem da terra molhada?
Porque será que não conseguimos dizer Bom Dia! Como vai?
Porque esquecemos de dizer Me desculpe...Você me perdoa?
Porque esquecemos de Deus?
Será que Deus esqueceu-se de nós?

Não! Deus não se esqueceu de ninguém...Ele nós conhece pelo nome, muito antes de chegarmos no ventre de nossas mães, mas porque nos esquecemos Dele?

Deus está presente em uma flor que desabrocha... na criança que chora... no lamento de um velho... no sofrimento de um animal esqueceido a própria sorte... em uma estrela que brilha... na chuva que cai... no sol que nasce todos os dias... no verde da grama... no cheiro da terra molhada... no cumprimento cordial, e até mesmo quando damos o último suspiro de vida!

Se passarmos a ver Deus nas coisas mais simples dessa vida, e não somente nos altares das Igrejas, quem sabe, conseguiremos ter respeito por tudo!

Que Deus esteja comigo, contigo e com todos nós!

terça-feira, 22 de março de 2011

CAMINHAR É PRECISO


Jesus, Mestre itinerante, que no último domingo enfrentou o demônio e fora servido pelos anjos no deserto, hoje nos conduz até a montanha santa. Lá, sob o testemunho de Moisés e Elias, e na presença de Pedro, Tiago e João revelará, como um flash, o esplendor de sua divindade, fazendo-os experimentar uma antevisão do céu. Acostumados com a proximidade do convívio diário, os discípulos descobrem agora a outra face de Jesus. No Tabor, revelando sua glória, o SENHOR os prepara para a longa peregrinação que culminará em outra montanha, o Calvário, onde, na aparência do homem das dores, manifestará a plenitude de sua glória, obediente até a morte, amando-nos até o fim, salvando da morte eterna a humanidade, pois, “a Glória de Deus é o homem vivo” (Santo Irineu).

Os apóstolos aprenderão que Aquele que, tendo descido da glória do céu e se humilhado, tomando a condição de escravo, tornando-se semelhante aos homens, menos no pecado, não cederá ao desejo de permanecer na segurança inerte da montanha. Caminhar é preciso e Jerusalém os espera. Já o patriarca Abraão, confiando unicamente numa palavra, abandonou todas as suas seguranças: saiu de sua terra e se lançou no desconhecido. Tendo como única certeza a Palavra que não decepciona.

Quaresma é tempo de caminhar, de peregrinar do homem velho – como nos diz São Paulo – para o homem novo. Para isso há que vencer nossos comodismos, reafirmar com nossos atos as promessas que um dia foram feitas em nosso nome no Batismo e, assim como Abraão que peregrina de Ur da Caldéia rumo à terra prometida, caminhar com Jesus em demanda do Reino de Deus que já começa aqui e agora.

Não tenhamos medo de encetar este percurso que acontece dentro do nosso coração! Da prisão, escrevendo a Timóteo, o Apóstolo São Paulo recorda que Deus nos chamou a uma vocação santa, e, destruindo a morte, fez brilhar em nós a vida e a imortalidade, por meio do Evangelho.
                            (esse texto foi extraído de A MISSA, 2º Domingo da Quaresma, Ano A, nº 23)

quinta-feira, 17 de março de 2011

AMAI VOSSOS INIMIGOS!

 Este homem atirou contra o Papa e foi perdoado!

Você pode se imaginar chegando no céu e a primeira pessoa que encontra é aquela que você menos gostou na terra? Afinal, Deus ama aquela pessoa tanto quanto o ama. E quanto a todos os personagens maus sobre os quais você leu na Bíblia – pessoas como o faraó, ou Jezebel, ou o Rei Herodes? Eles também não ficam à margem da oportunidade da intenção de Deus amá-los. O que Deus deseja para você é o que também deseja para seu pior vizinho, bem como para os piores tiranos da história – para que eles sejam “perfeitos como seu Pai celeste é perfeito” (Mateus 5,48). E aqui aparece uma nova surpresa. Seu inimigo pode lhe auxiliar a proximar-se daquele objetivo espantoso da perfeição.

O mandamento de Jesus para ser perfeito aparece logo depois de sua explicação de como tratar aqueles que nos odeiam: “fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos maltratam e perseguem. Deste modo sereis filhos de vosso Pai do céu” (5,45-45). Em outras palavras, se você deseja ser perfeito, comece a amar seus inimigos. Você deve estar pensando: “É demais!” É claro que é! Está além do poder humano – ou estaria se Jesus não tivesse sofrido e morrido por nós. Tente hoje cooperar com o SENHOR. Ao invés de abrigar pensamentos maliciosos, diga uma oração curta para alguém que o provoca. Pense sobre como devem existir outras pessoas que você deve amar mais do que está amando – não exatamente “inimigos”, mas pessoas as quais você não mostra interesse, olha de cima ou considera imprestáveis. Comece com as pessoas com as quais você vive ou trabalha. Preste atenção aos pensamentos que cruzam sua mente ao ler o jornal ou a ver uma pessoa sem teto na rua. Peça a Deus perdão quando descobrir suas falhas. Aproveite todos os convites para amar, e a perfeição do Pai e do Filho começarão a brilhar fora de você.


”obrigado, Pai, por terdes me criado por vosso amor. Deixai-me aceitar hoje vossa graça transformadora para que eu possa dar outro passo em direção a perfeição para a qual me chamais”.

(Esse texto foi extraído da Revista de Meditações Diárias – A Palavra entre nós – edição 115/2011, pág. 33 – Comunidade Emanuel). http://www.comunidadeemanuel.org.br/


terça-feira, 15 de março de 2011

A NOSSA MÃE TERRA PEDE SOCORRO!


REALMENTE, VAI DEPENDER SÓ DE NÓS!
NOS CATÓLICOS, EVANGÉLICOS, ESPÍRITAS...
SOMOS TODOS POVO DE DEUS!
A NOSSA MÃE TERRA ESTÁ GEMENDO DE DORES...
E O NOSSO DEUS PAI QUE TUDO NOS DEU,
 TAMBÉM CHORA.
PERDOA-NOS OH! DEUS
PELO CRIME QUE ESTAMOS COMETENDO
CONTRA O SENHOR E CONTRA A NOSSA MÃE TERRA!
 PERDOA-NOS, OH! DEUS

segunda-feira, 14 de março de 2011

O NOSSO SENHOR JESUS ESTÁ ÀS PORTAS!
VOCÊ ESTÁ PREPARADO (A) PARA RECEBE-LO?
VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA SEGUIR COM ELE?
PENSEM NISSO... DO CONTRÁRIO, PODE SER TARDE DEMAIS...
ENGANA-SE QUEM ACHA QUE AINDA TEM MUITO TEMPO...
NÃO SE ESQUEÇA QUE ELE VIRÁ COMO UM LADRÃO!
QUE DEUS NOS ABENÇOE E NOS GUARDE
QUE O SENHOR JESUS COMECE A PREPARAR NOSSOS CORAÇÕES
POIS O DIA DA SUA VOLTA, NINGUÉM SABE,
MAS, QUE ESTÁ PRÓXIMA... AH! ISSO ESTÁ!


Quando a Oração não é atendida, como saber o que está errado?


Achamos que rezar é só pedir e pedir. Às vezes, só lembramo-nos de Deus, quando “a água chega ao pescoço”. Há os que só voltam para a Deus pela dor. Precisam passar por um diagnóstico de câncer, um acidente, uma provação profunda para se lembrar de Deus. Isso não é uma vida de oração saudável.
A oração é um combate e nós devemos lutar contra tudo aquilo que nos faz desanimar, como a sensação de fracasso, ressentimento ou decepção por aparentemente não termos sido atendidos. Isso é o que chamamos de aridez espiritual, a qual deve ser expurgada pela fé pura que se mantém fielmente com Jesus na agonia e no túmulo. “Se o grão de trigo que cai na terra não morrer, permanecerá só; mas se morrer produzirá muito fruto” (Jo 12,24).
Santo Agostinho diz: “Não te aflijas se não recebe imediatamente de Deus o que Lhe pedes; pois Ele quer fazer-te um bem ainda maior por tua perseverança em permanecer com Ele na oração. Ele quer que nosso desejo seja provado na oração. Assim Ele nos prepara para receber aquilo que Ele está pronto a nos dar.”
Outro erro é a distração, seja por meio de palavras, seja em pensamento. A distração refere-se a tudo aquilo que toma nossa consciência e nos afasta do SENHOR. Por isso, é importante a vigilância e a sobriedade de coração.
A falta de fé e as tentações da carne também são obstáculos à oração. A primeira porque nos impede de acreditar no SENHOR que disse: “Sem mim nada podeis fazer” (Jo 15,5). A segunda por levar à diminuição da vigilância e à negligência do coração: “O espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26,41). Devemos rezar sempre, superando todos esses obstáculos por meio da humildade, da confiança e da perseverança.
Usando a analogia de uma caixa d’água, a oração poderia ser comparada ao precioso líquido nela armazenado. Ele é distribuído sempre que necessário e, normalmente não percebemos se a caixa está cheia ou vazia, a não ser quando falta água. Assim também ocorre em nossa vida espiritual: devemos rezar sempre e em todas as circunstâncias, mantendo nosso reservatório de oração sempre cheio e com reservas para atender nossas necessidades, incluindo os dias difíceis de tentação e aridez espiritual.


domingo, 13 de março de 2011

Deus está no comando!


É sempre muito difícil deixarmos Deus tomar o comando de nossas vidas. É como teimarmos com os nossos pais, mesmo sabendo que eles estão com a razão. E o pior de tudo, é quando ouvimos aquela “bendita” frase: “eu não disse? Eu não te avisei?” é terrível ouvi-la.

Mas, o que temos que fazer para deixarmos Deus tomar a frente de nossas vidas? Vou contar, através do meu próprio testemunho:

Sempre que pedia a Deus alguma coisa, eu pedia sim, mas ficava murmurando para o próprio Deus: ah! Eu preciso disso... Ah! Eu queria aquilo... Eu tenho vontade de fazer aquilo outro... E por aí vai. A ansiedade sempre tomava a frente da espera que eu deveria ter, para que Deus agisse em minha vida.

Tudo que eu ganhava na vida, não conseguia estabelecer. Não conseguia reter nada em minhas mãos ou ao meu redor. Era muito triste. Tão triste, que eu buscava em Deus as respostas, as quais, eu sabia quais eram, mas o meu “eu” interior, não me deixava vivenciar essas etapas. Até que um dia, já cansada, aconteceu o pior. Perdi praticamente tudo que me restava. Graças a Deus, as minhas perdas foram somente materiais. Perdi tudo mesmo. Junto, perdi meus sonhos, minhas fantasias, meus desejos, minha dignidade, minha moral. Fui caluniada, excomungada, abandonada pelos mais queridos familiares. Amigos, então nem se fala. Não sobrou nem a metade de um. Eu era o próprio Jó. Eu buscava em Deus as respostas, e Deus, me dava de retorno um silencio profundo. O silêncio de Deus me incomodava me doía me maltratava, e, quanto mais eu buscava em Deus as respostas, mais silêncio eu vivia.

Um dia, já não mais suportando aquela situação, longe de filhos, marido, longe de amigos e ainda sendo humilhada por todos que se diziam “meus amigos”, me lancei ao pó da terra, lá no Rancho, e fiz a Deus uma oração, mas foi uma oração tão curta de tempo e palavras, que eu não sei dizer quanto demorei a me levantar do chão. Eu apenas disse a Deus: “SENHOR, eu sei que tenho pecado contra Ti, todo o tempo de minha vida. Também sei que o meu pecado é não ter colocado toda a minha vida em Tuas mãos. Sei que como um bom Pai, o SENHOR gostaria que eu depositasse a minha confiança em Ti, tal como a criança que se lança no ar em busca dos braços do pai, sem se preocupar se o pai vai conseguir segurá-la... e o SENHOR fez isso comigo, e eu não me lancei em teus braços. Fiquei temerosa, determinando regras e parâmetros para a minha própria vida e veja no que deu. Veja meu Pai, como estou e o que sou: um nada! Perdoe-me Pai, nem que seja pela última vez que recebo o Teu perdão, mas perdoa-me e conserta a minha vida.”

Não sei quanto tempo fiquei ali, quietinha, chorando um choro manso e suave. Já não era um choro convulsivo, amargo. Eram lágrimas quase que de um bebê, e eu fui me acalmando, meu corpo foi deixando de ficar enrijecido, minha alma eu já conseguia senti-la... E que sensação boa estava tomando conta do meu ser, e eu, ali mesmo, comecei a sorrir, falando palavras que nem eu mesmo entendia, mas tinha a certeza de que estava falando com Deus, e Ele estava me respondendo, me segurando em Suas Mãos, me dizendo: filha, agora Eu sou o Teu Deus e tu, és minha filha. Quão maravilhoso foi esse momento. Jamais esquecerei!
Após essa experiência que tive com Deus, minha vida mudou totalmente. Mas engana-se quem pensa que ganhei na Loteria, minhas dívidas foram todas pagas, minha família, meus amigos, todos reconheceram as injustiças... Nada disso, pelo contrário, comecei a viver “batalhas” enormes, tão imensas, que, as poucas pessoas que permaneciam perto de mim, perguntavam-me: como você consegue viver tudo isso, e nem sequer, toma um comprimido para dor de cabeça? Realmente, essa é a melhor parte do meu testemunho, pois nesse momento, eu estava podendo Louvar e Glorificar Deus em minha vida, e assim eu aprendi a caminhar com Jesus, um dia cada dia, um passo após o outro, dando Glorias a Deus por tudo, mas por tudo mesmo, e passei a ser muito usada por Deus nessa caminhada, até os dias de hoje, pelas Misericórdias Dele, não pelo meu merecimento, pois reconheço que não mereço nada, sou pecadora.

Hoje, passado quase três anos, minha vida nunca mais foi a mesma. Procuro viver o meu dia sempre na Graça de Deus. Abdiquei de muitos sentimentos vãos, de muita dor, de muitos sonhos, somente para poder viver os sonhos de Deus. Nunca mais, eu dobrei os meus joelhos para pedir algo para Deus. Sempre que necessito de algo, peço a Ele: "Paizinho, se achares que vai ser bom para mim, e se for da sua vontade, ajuda-me". E a resposta, chega, é certa. Sim ou Não, ela vem, e eu me deleito com as decisões do meu Pai que está no Céu.

De tudo na minha vida, o que mais me dói, o que mais me deixa com aquele gostinho de “quero mais”, é não ter conhecido o meu “Pai”, há mais tempo. Quanto sofrimento eu poderia ter deixado de viver, e como eu teria tido chance de Glorificá-Lo em minha vida! Mas é dessa maneira que o Senhor Jesus nos “pesca”, no momento certo, não nosso, mas para a Gloria de Deus.

Realmente, hoje, Deus está no comando da minha vida, totalmente, definitivamente. Minha família, meus sonhos, meus desejos, os meus dias, as minhas necessidades financeiras, a minha inspiração para trabalhar com este Blog, as tarefas como dona de casa, o ar que eu respiro, a roupa que eu uso, o meu caminhar, o meu pensar, a minha vida, tudo, está no comando de Deus! Experimente! Usufrua deste privilégio! Não deixe para amanhã, a oportunidade de ter um real encontro com Deus e você verá que a sua vida nunca mais será a mesma.

Encontrei a liberdade, a verdadeira liberdade, pois a liberdade que eu vivo hoje é a de Cristo Jesus, que por mim foi a Cruz do Calvário, mas ressuscitou, para mim!

Senhor Jesus, enquanto eu viver, não deixarei um só dia de exaltar o Teu Santo Nome! Seja glorificado em minha vida, através das minhas atitudes e palavras. Muito obrigado, amado Deus, pois o SENHOR me tirou das trevas para a luz.
Te amo meu Deus!
Te adoro meu Senhor Jesus!
Espírito Santo de Deus, usa-me!
  

sexta-feira, 11 de março de 2011

QUEM É JESUS?


Para o cego, é a luz;
Para o faminto, é o pão;
Para o sedento, é a fonte de água viva;
Para o morto, é a vida;
Para o enfermo, é a cura;
Para o prisioneiro, é a liberdade;
Para o solitário, é o companheiro;
Para o viajante, é o caminho;
Para o sábio, é a sabedoria;
Para a medicina, é o médico dos médicos;
Para o réu, é o advogado;
Para o advogado, é o Juiz;
Para o Juiz, é a justiça;
Para o cansado, é o alívio;
Para o pedreiro, é a pedra principal;
Para o jardineiro, é a rosa de Saron;
Para o triste, é a alegria;
Para o leitor, é a palavra;
Para o pobre, é o tesouro;
Para o devedor, é o perdão e
Para mim
Ele é TUDO!!!


Senhor Jesus, eu Te amo!
O SENHOR é o amor da minha alma!
Sem o SENHOR, se quer tenho vida...
por isso, a minha vida Te pertence!
eu Te adoro!

quinta-feira, 10 de março de 2011

Campanha da Fraternidade



Nossa mãe terra, SENHOR, geme de dor noite e dia. Será de parto essa dor ou simplesmente agonia?! Vai depender só de nós! Vai depender só de nós!

A terra é mãe, é criatura viva. Também respira, se alimenta e sofre. É de respeito que ela mais precisa! Sem teu cuidado, ela agoniza e morre.

Vê, nesta terra, os teus irmãos. São tantos que a fome mata e a miséria humilha. Eu sonho em ver um mundo mais humano, sem tanto lucro e muito mais partilha!
                                 (Canção da Fraternidade, 2011 – Arquidiocese do Rio de Janeiro)


quarta-feira, 9 de março de 2011

Sabe porque eu canto?
Porque eu tenho Jesus no meu coração!!!!

Quarta-Feira de Cinzas, dia de jejum e abstnência


Iniciamos hoje a Quaresma, tempo de intensa oração e busca de conversão. Ao colocar as cinzas sobre nós, a Igreja quer recordar que somos pó e que, sem a graça de Deus, nada podemos ser. Por isso, a cada momento, nos é dada a chance de nos convertermos, antes que este nosso corpo perecível se transforme em pó. O jejum, a esmola e a oração são caminhos significativos para a mudança de vida. Há muitos anos, a Igreja do Brasil, vem, durante a Quaresma, realizando a Campanha da Fraternidade, através da qual um aspecto da vida brasileira nos é mostrado. Este ano o tema é “Fraternidade e a Vida no Planeta” e o lema, “A criação geme em dores de parto”. Conscientes de que todo o mal vem do pecado e que é a ele que devemos superar, participemos intensamente desse momento. Que durante a Quaresma cresçam em nós e em nossas comunidades os mais vivos sentimentos de conversão e fraternidade.
                                               (Arquidiocese do Rio de Janeiro, Ano A - nº 21 - 9 de março de 2011)


terça-feira, 8 de março de 2011

Eu sou Tua e o SENHOR é meu!

para sempre!

O Poder de um Sorriso!


O sorriso é um dos presentes mais lindos que Deus deu à humanidade.
Sobre o sorriso os chineses tem um bela mensagem: "O homem que não
sabe sorrir não deve abrir uma loja".

Um sorriso não custa nada, mas cria muito coisa...Dura um só momento, mas
sua lembrança poderá perdurar por toda uma vida... Não se pode comprá-lo,
mendigá-lo, pedi-lo emprestado ou roubá-lo. Não tem utilidade, enquanto não
é dado. 

E, por isso, se no teu caminho encontrares um homem por demais cansado
para dar um sorriso, deixa-lhe o teu. Pois ninguém precisa tanto de um sorriso
quanto aquele que não tem mais um sorriso para oferecer.
                                                                                           Jean Vieujan




Postagens populares

Sejam todos benvindos ao mundo encantado da Turminha do Rancho das Pererecas

A Turminha do Rancho das Pererecas é tudo de bom!
Essa Turminha é muito inteligente, e nunca param de sonhar...
Sonham com um mundo melhor e mais justo, onde os humanos e os animais, viverão em perfeita harmonia e PAZ!
Sonham com o dia em que o homem não se verá, como um ser superior, mas sim, como parte integrante deste universo chamado Reino Animal...
Essa Turminha, luta por tudo que acreditam, e estão sempre prontos para ajudar a alguém...
São capazes de tirar de si mesmo para dividir com o próximo...
Adoram a Deus, acreditam na vida e amam todos os companheiros deste mundo encantado chamado animal...
Eles acreditam nas criaturas e no Criador...
Vivem buscando novas idéias, novas soluções, novas direções, para que a vida venha ser vivida realmente como um grande Milagre de Deus, pois afinal, no mundo encantado da Turminha do Rancho das Pererecas, tudo é possível àquele que crê!