"Para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente entendam, que a mão do SENHOR fez isso, e o Santo de Israel o criou".

Isaías 41.20

segunda-feira, 23 de maio de 2011

GLÓRIAS A TI,
 SENHOR!


O Ressuscitado é a fonte de toda confiança, esperança e firmeza dos discípulos. A fidelidade a Ele é o caminho para enfrentar e vencer as dificuldades.
Palavras da Salvação!



domingo, 22 de maio de 2011

LOUVOR UVINERSAL


Aclamai o SENHOR, por toda a terra. Servi o SENHOR com  alegria. Vinde, entrai exultantes em sua presença. Sabei que o SENHOR  é Deus: Ele nos fez, e a Ele pertencemos. Somos o Seu povo e as ovelhas de Seu rebanho. Entrai cantando sob Seus pórticos, vinde aos Seus átrios com cânticos: glorificai-O e bendizei o Seu nome, porque o SENHOR é bom, sua misericórdia é eterna e Sua felicidade se estende de geração em geração. (Salmos 99)  
Aleluia!



sábado, 21 de maio de 2011

CONSIDERANDO AS VOZES

COMO OUVIR O ESPÍRITO SANTO²




TRÊS ANOS. Esse foi o tempo durante o qual os apóstolos conviveram com Jesus. Durante esse tempo eles conversaram sobre seus ensinamentos e O observaram realizar milagres espantosos. Tempestades foram  acalmadas, pessoas mortas voltaram à vida, demônios foram expulsos, e o pão multiplicado. Durante três anos eles aprenderam como oferecer a outra face, como amar uns aos outros, como a misericórdia de Deus é transbordante, e sobre as promessas de vida eterna. Chegaram até a sair dois a dois a realizar milagres e a curar pessoas em nome de Jesus. Claramente, eles experimentaram uma conversão profunda e eram dedicados a Deus.
                         Mas, por mais santos que fossem os apóstolos, a história da paixão de Jesus nos diz que  ainda assim eles tinham um longo caminho a percorrer. Na última Ceia eles discutiram sobre qual deles era o maior. Mais tarde, nesta noite, dormiram enquanto Jesus agonizava no jardim, e quando foram presos todos correram. Pedro chegou até a negar que tivesse conhecido Jesus!
                         Então, como esses homens bem treinados, mas ainda frágeis, se tornaram nos pioneiros destemidos que vemos no Livro dos Atos? Como encontraram coragem para pregar o Evangelho e construir a Igreja diante de feroz oposição? A resposta consiste em duas coisas: Primeira, eles viram Jesus, o SENHOR ressiscitado, no Domingo de Páscoa. E, segunda, o Espírito Santo foi derramado em suas vidas no Domingo de Pentecostes.
                           Essa dupla resposta pode nos ajudar a entender o Sacramento da Confirmação. Como os discípulos, podemos ter encontrado Jesus e aprendido muitas coisas com Ele. Podemos ter sido batizados na Sua Igreja e termos alguma experiência de seu amor. Mas ainda assim precisamos do poder de seu Espírito - a graça da Confirmação - se desejarmos viver fielmente pelos seus ensinamentos. Ainda assim, precisamos que Seu Espírito seja liberado em nossas vidas, se desejarmos experimentar toda a alegria, esperança e poder que Jesus nos prometeu conceder. 
                            O derramamento do Espírito Santo mudou a vida dos apóstolos. OS "fortaleceu" e os "encorajou". E não foram apenas os doze: Naquele dia muitas outras pessoas ficaram cheias do Espírito Santo. De fato, os apóstolos consideraram esse derramamento do Espírito tão importante que fizeram disso parte central de suas pregações. Por exemplo, no Livro dos Atos, S. Lucas nos conta sobre os crentes de Samaria que foram batizados e se converteram. Eles tinham aceitado Jesus e começaram a viver juntos, como Igreja. Mas quando os apóstolos ouviram isso enviaram Pedro e João, a Samaria, para impor suas mãos sobre o povo e orar para que recebessem o Espírito Santo (Atos 8, 14-17).
                         Alguns anos mais tarde, quando Paulo viajava por Éfesos, encontrou alguns discípulos que tinham ouvido a pregação de João Batista, mas nunca tinham ouvido falar sobre Jesus. Assim, Paulo lhes contou o resto da história e Lucas nos diz que Paulo
 os batizou "em nome do Senhor Jesus" (Atos 19,5) . Mas não parou por aí. Lucas continua: "E quando Paulo lhe impôs as mãos, o Espírito Santo desceu sobre eles, e eles falavam em línguas estranhas e profetizavam" (19,6) . (A Palavra entre Nós, Edição 117/2011, pág. 6)




ORAR...

 

                     Orar é deixar que Jesus entre em nosso coração. Isso nos ensina em primeiro lugar, que não é a nossa oração que move o SENHOR Jesus. É Jesus que nos move à Oração. Ele bate. Assim, Ele nos faz conhecer seu desejo de habitar em nós. Nossas Orações são sempre o resultado da insistência de Jesus batendo à porta do nosso coração.
                    Pense sobre suas experiências com Deus. Qual tem sido sua idéia sobre a Oração: por ela nos vamos a Deus ou por meio dela Deus vem a nós?
              (O.Hallesby)
                      Deus Te ilumine em suas Orações.

 
                                                       

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O BOM PASTOR


Tu és o meu pastor, ó Senhor!
Quero me sentir protegido em teus braços.
Poder dizer-te: "nada me faltara, se me conduzires".
Encontrar abrigo, descanso e alimento em teus prados.
Sorrir, cantar e louvar sobre a relva verdejante e orvalhada.
Olhar para o céus e contemplar o firmamento que criastes.
Num brado de alegria agradecer pelo que é infinito, constante, e também olhar para o que efêmero, passageiro e deixar que passe...
Não quero mais me preocupar com o ontem da minha vida.
Quero somente viver o dia de hoje como unico momento.
Sentir-me amado e amar-te com todos os meus sentidos.
Louvar-te com os lábios e com as mãos.
Adorar-te com todo o meu corpo e com a minha mente.
Que todos os meus pensamentos sejam purificados no teu sacrificio.
E que os meus sentimentos sejam contritos e cheios de misericórdia.
Acolhe todo o meu ser em teu regasso.
Dá-me amparo e segurança, pois em Ti eu me entrego confiante.
Faze de mim o que quiseres.
Quero ser santo segundo o teu desejo e não conforme os meus critérios.
Aonde quiseres me levar eu irei, pois minha vida a ti eu entreguei.
Senhor, minha Vida, meu Pastor, meu Salvador.
Pe. Severino Isaías de Lima, sjc - Junho/2010

domingo, 15 de maio de 2011

RESSUSCITOU O
BOM PASTOR


                                  Jesus é o Bom Pastor porque chama as ovelhas pelo nome, e elas conhecem a sua voz. Não foi assim que ocorreu com Maria Madalena, que reconheceu o SENHOR ao ouvir a sua voz, chamando-a pelo nome? Do mesmo modo,  o Bom Pastor que conhece as ovelhas se personifica em Jesus que, conhecendo a fraqueza e a dúvida de Tomé, vem à sua presença, oferecendo-lhe nas chagas o símbolo de seu amor sem medidas pelo rebanho.
                                    Por fim, indo ao encontro dos discípulos de Emaús, o SENHOR ressuscitado manifesta concretamente que o Bom Pastor, deixando as ovelhas no aprisco, vai atrás da que se perderá pelo deserto.
                                      O Ressuscitado é o Bom Pastor que deu a vida por nós, quando ainda éramos pecadores.

"Deus eterno e todo-poderoso,
conduzi-nos à comunhão das alegrias celestes,
para que o rebanho possa atingir, 
apesar da sua fraqueza, a fortaleza do Pastor.
Por nosso SENHOR Jesus Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo".
Amém!




quinta-feira, 12 de maio de 2011

CONSIDERANDO AS VOZES

COMO OUVIR O ESPÍRITO SANTO ¹


"A carne é purificada para que a alma possa ser incorruptível. A carne é ungida para que a alma possa ser consagrada. A carne é marcada para que a alma possa ser fortificada. A carne é dominada pela imposição das mãos para que a alma possa ser iluminada pelo Espírito". (Tertuliano, Sobre a Ressurreição da Carna, 8).      

                    Sim, o Espírito Santo deseja nos falar, mas pode ser difícil ouvirmos sua voz. Isso porque existem muitas outras vozes competindo por nossa atenção durante todo o dia. Todas elas tentam ganhar terreno em nossas mentes para influenciar as decisões que devemos enfrentar.
                     Reflita sobre todas essas vozes, não só as úteis, como as desnecessárias, que falam conosco durante o dia. São as vozes dos membros da família, amigos, companheiros de trabalho e vizinhos. Existe um mundo de publicidade que nos incita a tentar diferentes produtros ou serviços que, supostamente, tornam nossa vida mais feliz. Existe a mídia - jornais, televisão, rádio e internet - tentando informar e convencer nosso pensamento. E finalmente, existem vozes espitituais tentando influenciar o fundo do nosso ser. Existe Satã, o malígno, que "conduz o mundo todo para a destruição" (Apocalípse 12,9). E existe nosso Pai Celestial, que deseja nos dar seu reino e nos guiar na direção da salvação.
                     Com todas essa vozes clamando lá fora, temos que perguntar: Como posso ficar alerta, pronto para discenir o bem do mal em todas essas vozes? E a resposta se encontra em grande medida, nos dons que recebemos em nossa confirmação.
(Estudo de Como Ouvir o Espírito Santo, A Palavra entre Nós, Edição nº 117, junho/julho 2011, Comunidade Emanuel)


terça-feira, 10 de maio de 2011

Ter intimidade com Deus


               O eterno, soberano e majestoso Deus do universo deseja ter intimidade conosco! Ele deseja que clamemos, choremos, cantemos para Ele. Ele almeja nos amar, revigorar e encorajar. Ele quer responder ao nosso chamado e compartilhar conosco pensamentos fabulosos e inescrutáveis. Deus quer que saibamos que Ele está sempre pronto a manter comunhão conosco; Ele está sempre pronto a ouvir. Ele quer ser parte de nossa vida de tal maneira que, naturalmente, recorramos a Ele a toda hora. Ele nos diz que temos liberdade para buscá-Lo, onde quer que estejamos, com relação a qualquer coisa que estiver em nosso coração. Ele se deleita em estar envolvido com seus filhos. E a oração é a sua dádiva e o seu convite à intimidade.

"Deus, pela Tua bondade, dá-me de Ti mesmo; pois Tu és suficiente para mim. Para ser digna de Ti, eu não posso propriamente pedir qualquer coisa menor. Se eu pedisse menos, estaria sempre necessitada. Somente em Ti tenho tudo". Amém!
(Tornando-se uma Mulher de Oração, Cynthia Heald, Editota United Press Ltda., SP/2000)


segunda-feira, 9 de maio de 2011

O TEMOR DO SENHOR


                     O temor do SENHOR é a plenitude da sabedoria, a plenitude de Seus frutos, (para aquele que a possui). Ela enche toda a sua casa com os bens que produz, e seus celeiros com seus tesouros.
                      O temor do SENHOR é a coroa da sabedoria: dá uma plenitude de paz e de frutos de salvação. Ele a viu e numerou-a; ora, um e outra são um dom de Deus.
                       A sabedoria distribui a ciência e a prudente inteligência; eleva à gloria aqueles que a possuem.
                        O temor do SENHOR é a raiz da sabedoria, seus ramos são de longa duração. A inteligência e a religião da ciência se acham nos tesouros da sabedoria, mas a sabedoria é abominada pelos pecadores.
                        O temor do SENHOR explusa o pecado, pois aquele que não tem esse temor não poderá tornar-se justo.
                         A violência de sua paixão causará ruína.

Palavras de Salvação.
Glórias a Ti, SENHOR!
(Eclesiástico 1.20-28)


domingo, 8 de maio de 2011

PARA PENSAR E REPENSAR...

A contaminação.

                Ananda era uma garota indiana, que vivia a vida miserável dos párias. Desde os primeiros dias da infância, aprendera a não erguer o olhar para encarar outra pessoa.  Oito mil anos de cultura lhe diziam que ela era indigna, por ser pária. Exímia nadadora, vivia de mergulhar no rio Ganges a retirar peças de vestuário, jóias e calçados dos cadáveres.
                Certo dia, descobrindo-a enferma, a família a vendeu a um prostíbulo, onde ela conheceu a lama fétida da imoralidade. Exausta, fugiu para outra cidade, sendo recolhida pelas mãos caridosas das monjas lideradas por Madre Teresa de Calcutá. Conheceu a mensagem de Jesus e optou por se tornar uma das servidoras da Ordem de Madre Teresa.
                   Anos mais tarde, foi servir aos aidéticos em uma penitenciária masculina americana. Foi ali que a sua beleza amorenada, de olhos amendoados, despertou a paixão de um dos internos. Ele a desejou e passou a assediá-la, enquanto ela se esquivava com habilidade. Como as almas corrompidas não acreditam na dignidade de ninguém, entendeu o enfermo que ela o rejeitava por ser aidético.
                     Em certa data em que a dedicada Ananda atendia um doente terminal, ele tomou de uma seringa, encheu-a com o próprio sangue e, traiçoeiro, injetou grande quantidade na freira. Agora somos iguais! gritou, vitorioso . Estranhamente, a missionária não contraiu a Síndrome da Imunodeficiência adquirida a AIDS. Mesmo anos depois, continuou a mostrar que era soro-negativa. Mas por que? - Perguntaram-se os médicos. Afinal, ela recebera uma quantidade concentrada de vírus...
                      Estudiosos haveriam de constatar que  quem comanda o cérebro é a mente, não sendo ele, senão uma maquina que obedece aos comandos.
                      Pesquisando mais, atestaram que quando amamos, sorrimos, adquirimos resistências às viroses, bacilos e toda sorte de doenças. Constatou-se que uma substância enzimática que existe na saliva, diminui, sob certas circunstâncias, como seja a de assisitir a filmes violentos, com predominância de ódio, sexo e agressões. Isso torna o indivíduo vulnerável a constrair a partir de um simples resfriado, enfermidades graves. Essa substância aumenta o seu potencial ante mensagem de amor, de beleza, de altruísmo, conferindo possibilidade de saúde.
                    Ananda não se contaminou pois estava em paz, em harmonia. O seu desejo era o de servir no bem.
                     Adoecer, contrair moléstias é decisão pessoal. Não foi por outro motivo que as exortações de Jesus se referem à paz de consciência:
"Vigiai e orai, para que não venhais a sucumbir".
(Momento de Reflexão - http://www.reflexao.com.br/)


    
                       

quinta-feira, 5 de maio de 2011

A ALEGRIA ESTÁ NO SENHOR!


"SENHOR nosso Deus, dai-nos por vossa graça, caminhar com alegria na mesma caridade que levou o vosso Filho a entregar-Se à morte no seu amor pelo mundo. Por nosso SENHOR Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo".
Amém!



terça-feira, 3 de maio de 2011

Deixai que os dons do Espírito Santo
 germinem e cresçam em você

                 
 Todos nós já ouvimos dizer que "Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos" para lutar por um mundo mais justo e fraterno. Trata-se da mais pura verdade, e essa capacitação vem por meio dos Dons do Espírito Santo que nos ajudam a entender os planos de Deus em nossa vida e superar o medo, a insegurança, a indiferença e o comodismo.
                   Ao todo, são sete os Dons: Sabedoria, Entendimento, Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e temor de Deus.

"Divino Espírito Santo"
Derrama sobre mim, neste dia, os Teus dons.
Peço os Dons da Sabedoria, do Entendimento, da Ciência, do Conselho, da Fortaleza, da Piedade e do Temor de Deus.
"Divino Espírito Santo"
Há tantas coisas que não compreendo.
Há tantas respostas que não tenho.
Há tantas decisões a serem tomadas.
"Divino Espírito Santo"
Amor do Pai  e do Filho,
Inspira-me sempre o que devo pensar,
 o que devo dizer e como devo dizer...
como devo calar, o que devo escrever, como devo agir.
Inspira-me o que devo fazer para obter a Tua glória
 e a minha própria santificação!
"Divino Espírito Santo"
Acende uma luz em minha mente e dá-me discernimento
sobre como devo proceder em minha vida.
Dá-me respostas para o momento presente,
mas que eu jamais coloque em risco o meu futuro com Deus.
"Divino Espírito Santo"
Afasta para longe de mim o Inimigo e traze-me a paz.
"Divino Espírito Santo"
Faze que eu possa irradiar luz, bondade e amor.
"Divino Espírito Santo"
 ilumina-mne!
"Divino Espírito Santo"
 santifica-me!
"Divino Espírito Santo"
 conduze-me!
Amém.
(20 Passos  para a paz interior, pág. 115/124/125, Pe Reginaldo Manzotti, Agir, Rio de Janeiro, 2010)

segunda-feira, 2 de maio de 2011


A PÉROLA MAIS LINDA!



                     Pérolas são produtos da dor, resultado da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
                      A parte interna da concha de uma ostra é uma  substância  lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola é formada.
                        Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
                        As provocações que nos atormentam e que tiram a nossa paz, fazem parte do nosso crescimento e elas são necessárias. Precisamos ser pérolas para Deus. Por isso somos lapidados nos sofrimentos, nas provocações e nas tribulações. Supere estes momentos difíceis entregando -se completamente nos braços de Jesus. Produza uma pérola ou várias pérolas. Cubra sua mágoas e as rejeições sofridas com camadas e camadas do mais puro amor que brota do Coração de Deus.

Postagens populares

Sejam todos benvindos ao mundo encantado da Turminha do Rancho das Pererecas

A Turminha do Rancho das Pererecas é tudo de bom!
Essa Turminha é muito inteligente, e nunca param de sonhar...
Sonham com um mundo melhor e mais justo, onde os humanos e os animais, viverão em perfeita harmonia e PAZ!
Sonham com o dia em que o homem não se verá, como um ser superior, mas sim, como parte integrante deste universo chamado Reino Animal...
Essa Turminha, luta por tudo que acreditam, e estão sempre prontos para ajudar a alguém...
São capazes de tirar de si mesmo para dividir com o próximo...
Adoram a Deus, acreditam na vida e amam todos os companheiros deste mundo encantado chamado animal...
Eles acreditam nas criaturas e no Criador...
Vivem buscando novas idéias, novas soluções, novas direções, para que a vida venha ser vivida realmente como um grande Milagre de Deus, pois afinal, no mundo encantado da Turminha do Rancho das Pererecas, tudo é possível àquele que crê!